Propriedades rurais de Cacoal estão sendo atendidas com um projeto de recuperação de solo e nascentes idealizado pela administração municipal. Máquinas da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri) são disponibilizadas para atender as propriedades atingidas por voçoroca, que é um processo erosivo de grande porte, ou que corram o risco. Os produtores que necessitarem desse trabalho devem procurar a Semagri e informar o problema.

Todo serviço é fornecido sem custo aos produtores, que podem ainda obter palanques e arame para cercar as nascentes de água. Esses materiais são fornecidos pelo Fundo Municipal de Meio Ambiente e Agricultura e o objetivo é preservar a água para o futuro, mesmo estando Rondônia na Amazônia Legal, onde há água em abundância, informou o técnico agropecuário, contador e especialista em gestão ambiental, Jorge Murer, que relata ainda a escassez de água para a agricultura e mesmo potável em outras partes do país.

O projeto prevê a construção de curvas de nível, barraginhas, desassoreamento de nascentes e reversão de processos erosivos de grande porte, como forma de evitar danos nas propriedades e ainda proteger as nascentes e, consequentemente, também rios e córregos.

Nesta terça-feira (4), os trabalhos foram feitos em três propriedades na Linha 5, Setor Prosperidade, que estavam sendo prejudicadas por voçoroca.

Diagnostico do Pirarara

Ainda com ligações ao projeto de recuperação do solo e nascentes, a Semagri participou por três meses ininterruptos da elaboração e execução do diagnóstico do Pirarara, do nascente à foz. Em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sedam), Ministério Público e das instituições de ensino superior Facimed, Unesc e Unir, estudos analisam o uso da água e problemas que possam levar à escassez. Novas etapas acontecerão, sempre objetivando estudos que evitem a falta de água no futuro.