Acordo é assinado entre Prefeitura e ABDI; avanços começam com pesquisa de solo e plantas

A assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Cacoal e a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) aconteceu na noite desta quarta-feira (19) na Câmara de Vereadores, implementando a Rede Nacional de Produtividade e Inovação (Renapi), programa de apoio aos municípios, estados e grupos de produção, voltado ao desenvolvimento da indústria local. Representantes da ABDI e autoridades locais falaram no evento sobre a importância de se implementar o fortalecimento da produção, garantindo agregação de valor ao setor primário. Nesta primeira etapa o café, a produção leiteira e a indústria têxtil são os setores no foco de atuação da Renapi.

Compuseram a mesa de autoridades a prefeita Glaucione Rodrigues, o presidente da Câmara de Vereadores de Cacoal, Paulo Roberto Duarte, o Paulinho do Cinema; a vice-presidente da Associação Industrial do Vestuário de Rondônia (Assinvest), Linda Von Rondon; Miguel Neri, diretor de Desenvolvimento Produtivo da ABDI; Charles Pereira, secretário Regional de Governo; o coordenador de Projetos da ABDI, Roberto Pedreira, e o deputado federal Nilton Capixaba.

A prefeita Glaucione Rodrigues falou dos avanços obtidos por Cacoal e do apoio recebido por parte do Governo do Estado e dos vereadores, os quais fez questão de apresentar ao público, que lotou o auditório da Câmara de Vereadores. Exaltando o fato de Cacoal ser a primeira cidade do país beneficiada com os projetos da ABDI, a prefeita deixou claro que o apoio nesse momento é ao café, leite e indústria têxtil, mas que há muitos outros produtos, a exemplo do charque, que dá destaque a Cacoal em todo país e que merece reconhecimento e também apoio. Relatando a força da agroindústria em Cacoal, a prefeita fez uma projeção de futuro, prevendo Cacoal como a principal cidade do interior do Estado e para isso a administração municipal está empenhada e oportunizar ao produtor, meios para que possa crescer e comercializar seus produtos. Os trabalhos na zona rural, como melhorias nas estradas, aberturas de carreadores, investimento na infraestrutura e nas agroindústrias demonstram isso.

O presidente da Câmara citou a forma harmoniosa de trabalho entre Prefeitura e Câmara, colocando a Casa de Leis como fator de apoio às ações que possam contribuir com o crescimento de Cacoal.

Miguel Neri anunciou a implantação de programa de análise de solo e plantas em Cacoal, como forma de impulsionar a produção e de dar melhores condições ao produtor de valorizar seu produto, sempre visando a uma melhor rentabilidade.

O crescimento de produção e produtividade foram os pontos destacados por Charles Pereira, citando números do início do governo de Confúcio Moura e os atuais. Em 2011, conforme os números apresentados, o Estado tinha uma produção de 900 mil sacas de café a cada safra e na última safra chegou a 2 milhões de sacas, o que mostra a importância do governo estadual ao setor.

A infraestrutura da cidade foi destacada pelo deputado Nilton Capixaba, relatando também parceria com a administração municipal para que continue evoluindo. Citando o aeroporto que, segundo o deputado, terá em breve uma licitação aberta de R$ 3 milhões em equipamentos, fez um comparativo com as demais cidades do Estado. Para Capixaba, ainda que seja menos populoso que outras cidades, Cacoal tem melhor infraesturura, tanto é que atrai mais investidores.

Após as explanações das autoridades, foram ministradas duas palestras sobre o agronegócio Brasileiro, por Rita de Cássia Milagres, e Caminhos para Agregação de Valor na Industrialização, por Ronaldo Peres, professor da área de projetos a agroindústrias da Universidade Federal de Viçosa (MG).

Prefeitura busca melhorias para o Portal da Transparência

O site oficial da Prefeitura de Cacoal da acesso ao Portal da Transparência. Uma página criada com objetivo de garantir a transparência na divulgação de informações sobre gastos públicos e aplicação de recursos de forma detalhada.

Visando melhorar a página e oferecer à população facilidade e amplo acesso as informações, a secretária de Administração, Josiane Rodrigues, esteve reunida com os técnicos da Controladoria Geral do Estado (CGE) e com o controlador geral do município, Lindemberg Arcanjo, buscando formas de aperfeiçoar o portal.

Um dos pontos levantados é o treinamento dos servidores da Prefeitura, ofertado pela CGE, resultando em maior transparência e qualidade ao processo de compras públicas do município.

O Portal da Transparência possibilita o acesso a dados e informações públicas do município aos cidadãos – que agem como fiscalizadores – como despesas públicas, arrecadação do município, remuneração de servidores, convênios, licitações e contratos, entre outros, sendo de grande importância no combate a corrupção e na Lei de Acesso a Informação.

I copa AMEC de Voleibol realizada em Cacoal

Com a organização da Prefeitura de Cacoal, por meio da Autarquia Municipal de Esportes de Cacoal (AMEC), foi realizada a I Copa AMEC de Voleibol nos dias 14, 15 e 16 de Julho no Ginásio Capitão Rui Luiz Teixeira em Cacoal.

A competição realizada nas categorias Sub-15 e Sub-21 Masculino e Feminino, contou com a presença de 20 equipes e 270 atletas e comissão técnica representando as cidades de Cacoal, Vilhena, Alta Floresta, Ariquemes e Jaru. Foram três dias de bons jogos até as finais realizadas no domingo (16) que terminou com as seguintes classificações:

Sub-15 Feminino

1º – AVV (Vilhena)

2º – Aev AF (Alta Floresta)

3º – Cineart Riozinho (Cacoal)

Sub-15 Masculino

1º – Aev AF (Alta Floresta)

2º – AVV (Vilhena)

3º – Cineart (Cacoal)

Sub-21 Feminino

1º – AVV (Vilhena)

2º – Cineart (Cacoal)

3º – Aev AF (Alta Floresta)

Sub-21 Masculino

1º – Coped (Jaru)

2º – AVV “A” (Vilhena)

3º – AVV “B” (Vilhena)

Com o termino da competição, os organizadores avaliaram positivamente a realização da I Copa AMEC, além de ter servido como experiência para competições futuras no voleibol. Os organizadores também agradecem a todos envolvidos na realização da competição, e a população de Cacoal, que esteve prestigiando e torcendo pelas equipes de Cacoal durante todo o evento.

 

CERNIC agradece parceria do SAAE em Feira da Solidariedade e em parceria

A Diretora Executiva do CERNIC, Nalzira de Fátima da Silva, enviou nota a todos os servidores do SAAE agradecendo o apoio da Autarquia que disponibilizou seu pessoal para participar, juntamente com outros parceiros da entidade, durante a 29ª feira da Solidariedade, realizada nos dias 08 e 09 de julho. “Só temos a agradecer todo esse empenho e dedicação de todos os servidores e diretoria do SAAE que sempre tem sido os nossos parceiros não apenas nesses eventos que realizamos, mas também no dia a dia, incentivando a população para que nos ajude a cumprir bem a nossa missão”, afirmou.

A parceria do SAAE com o CERNIC consiste em um projeto de arrecadação de fundos, através de doações da população, que autoriza a um pequeno desconto mensal nas contas de água e esses valores são repassados à entidade. O último repasse, no mês de junho, superou o total de 9 mil reais. “Esta grande diferença de valores comparado aos meses anteriores é fruto do carinho e reconhecimento que a população de Cacoal tem com nossa instituição e também pelo apoio que grandes parceiros da comunicação local nos tem dado. Agradecemos ao SAAE pela iniciativa e apoio prestados ao CERNIC e a toda população”, afirmou Nalzira de Fátima.

Moradores de rua resistem em ir a abrigo e enfrentam frio por esmolas

O trabalho já é feito rotineiramente em Cacoal, mas com a chegada da frente fria do Sul do continente ao Brasil, atingindo até mesmo estados do Norte, como Rondônia, os integrantes da Secretaria de Assistência Social e Trabalho (Semast) intensificaram o contato com moradores de rua no município. Na noite desta terça-feira (18), o secretário Elias Moisés, acompanhado da assistente social, Sidineide Brito, a Cidinha, percorreram ruas de Cacoal, da marginal da BR, passando pelas ruas centrais, prédios com marquise até a rodoviária, conversando com essas pessoas, oferecendo abrigo e comida. A maior dificuldade é a resistência dos moradores de rua em aceitar ir até o abrigo, já que preferem ficar nas ruas em razão de conseguirem dinheiro de esmola, mesmo tendo que passar frio, fome e muitas vezes serem vítimas de violência.

Mesmo com as dificuldades de convencer os moradores de rua, o trabalho liderado por Elias Moisés conseguiu levar à Família Ágape, única instituição que aceitou receber as pessoas levadas pela Semast, uma pessoa abandonada. Trata-se de um senhor de 70 anos chamado Candido (o sobrenome será preservado em razão da família), que há quatro anos vive pelas ruas de Cacoal. Vindo de São Paulo e sem familiares na cidade, ele procura atendimento médico e todo apoio para que receba esse atendimento também foi oferecido pela Semast, inclusive com transporte.

Outra surpresa na noite desta terça foi encontrar três jovens da Igreja Adventista oferecendo comida e roupas às pessoas que estão em situação de abandono e rua. Uma das pessoas que aceitou a comida, roupas e oração foi o jovem chamado Cristofer, que mesmo aceitando comida e roupas, se recusou a ir ao abrigo, onde teria ainda uma cama pra dormir e lugar para tomar banho.

Mário Trajano Silva Filho, que administra o abrigo da Família Ágape, mantido pelo Ministério Ágape, diz que já recebeu em uma noite 18 moradores de rua trazidos pela Semast, mas que sabe da resistência deles em ir ao local, que só atende homens adultos. Comprovando a afirmação do secretário Elias Moisés, de que eles conseguem dinheiro nas ruas, Mário diz que recebeu de um dos atendidos R$ 500, que estão guardados desde então. O homem que deixou esse dinheiro foi um dos que se recusou a ir ao abrigo na noite desta terça.

Para Elias Moisés, só há um meio de retirar as pessoas da condição de rua, que é a população não dar dinheiro e que até que a Casa de Passagem da Prefeitura esteja pronta para receber os moradores de rua, o apoio da Família Ágape é fundamental.

Sobre as dificuldades de retirar as pessoas das ruas, pela resistência deles em ir ao abrigo, Elias Moisés diz que retirar apenas uma pessoa do sofrimento, como foi feito na noite da terça, já vale o esforço, que continuará sendo feito, como forma de levar dignidade a essas pessoas.