A assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Cacoal e a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) aconteceu na noite desta quarta-feira (19) na Câmara de Vereadores, implementando a Rede Nacional de Produtividade e Inovação (Renapi), programa de apoio aos municípios, estados e grupos de produção, voltado ao desenvolvimento da indústria local. Representantes da ABDI e autoridades locais falaram no evento sobre a importância de se implementar o fortalecimento da produção, garantindo agregação de valor ao setor primário. Nesta primeira etapa o café, a produção leiteira e a indústria têxtil são os setores no foco de atuação da Renapi.

Compuseram a mesa de autoridades a prefeita Glaucione Rodrigues, o presidente da Câmara de Vereadores de Cacoal, Paulo Roberto Duarte, o Paulinho do Cinema; a vice-presidente da Associação Industrial do Vestuário de Rondônia (Assinvest), Linda Von Rondon; Miguel Neri, diretor de Desenvolvimento Produtivo da ABDI; Charles Pereira, secretário Regional de Governo; o coordenador de Projetos da ABDI, Roberto Pedreira, e o deputado federal Nilton Capixaba.

A prefeita Glaucione Rodrigues falou dos avanços obtidos por Cacoal e do apoio recebido por parte do Governo do Estado e dos vereadores, os quais fez questão de apresentar ao público, que lotou o auditório da Câmara de Vereadores. Exaltando o fato de Cacoal ser a primeira cidade do país beneficiada com os projetos da ABDI, a prefeita deixou claro que o apoio nesse momento é ao café, leite e indústria têxtil, mas que há muitos outros produtos, a exemplo do charque, que dá destaque a Cacoal em todo país e que merece reconhecimento e também apoio. Relatando a força da agroindústria em Cacoal, a prefeita fez uma projeção de futuro, prevendo Cacoal como a principal cidade do interior do Estado e para isso a administração municipal está empenhada e oportunizar ao produtor, meios para que possa crescer e comercializar seus produtos. Os trabalhos na zona rural, como melhorias nas estradas, aberturas de carreadores, investimento na infraestrutura e nas agroindústrias demonstram isso.

O presidente da Câmara citou a forma harmoniosa de trabalho entre Prefeitura e Câmara, colocando a Casa de Leis como fator de apoio às ações que possam contribuir com o crescimento de Cacoal.

Miguel Neri anunciou a implantação de programa de análise de solo e plantas em Cacoal, como forma de impulsionar a produção e de dar melhores condições ao produtor de valorizar seu produto, sempre visando a uma melhor rentabilidade.

O crescimento de produção e produtividade foram os pontos destacados por Charles Pereira, citando números do início do governo de Confúcio Moura e os atuais. Em 2011, conforme os números apresentados, o Estado tinha uma produção de 900 mil sacas de café a cada safra e na última safra chegou a 2 milhões de sacas, o que mostra a importância do governo estadual ao setor.

A infraestrutura da cidade foi destacada pelo deputado Nilton Capixaba, relatando também parceria com a administração municipal para que continue evoluindo. Citando o aeroporto que, segundo o deputado, terá em breve uma licitação aberta de R$ 3 milhões em equipamentos, fez um comparativo com as demais cidades do Estado. Para Capixaba, ainda que seja menos populoso que outras cidades, Cacoal tem melhor infraesturura, tanto é que atrai mais investidores.

Após as explanações das autoridades, foram ministradas duas palestras sobre o agronegócio Brasileiro, por Rita de Cássia Milagres, e Caminhos para Agregação de Valor na Industrialização, por Ronaldo Peres, professor da área de projetos a agroindústrias da Universidade Federal de Viçosa (MG).