Nesta sexta-feira (25) foi encerrada a capacitação dos servidores da Prefeitura de Cacoal sobre o Observatório da Despesa Pública (ODP). No evento, iniciado na última segunda (21) na Unesc, participaram ainda servidores das cidades de Ji-Paraná, Vilhena e Porto Velho, que serão responsáveis pela administração dos portais da transparência de cada uma das cidades, com o objetivo de facilitar o acesso à informação por parte da comunidade. Cidade sede da capacitação, Cacoal fará uma apresentação em março de 2018 na Controladoria Geral da União (CGU), em Brasília (DF), sobre o processo de adesão ao ODP, conforme informou o controlador-geral do município, Lindeberg Miguel Arcanjo. Além da etapa encerrada nesta sexta, novas capacitações serão realizadas, conforme explicou o controlador-geral de Cacoal.

“Nós vamos trabalhar a transparência dentro da administração. Para isso nós precisamos melhorar as nossas informações. O governo do Estado reuniu alguns municípios, colocou seus técnicos a disposição para isso”, agradeceu a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues.

De acordo com a prefeita de Cacoal, a transparência é um compromisso assumido em sua gestão. “Como disse o governador, esse é um caminho sem volta. Quem não quer transparência não deve aderir ao projeto. Cacoal foi o primeiro a abraçar, pois nós queremos sim uma administração transparente, onde as pessoas possam acessar e saber de todas as tramitações que acontecem na prefeitura, seja receita ou despesa. Para isso nós precisamos melhorar nossa atuação nesse sentido. Com isso o governo está nos oferecendo essa chance de capacitar nossos servidores e cedendo toda a estrutura para darmos transparência ao nosso portal”, destacou Glaucione Rodrigues.

“Cacoal, Ji-Paraná, Porto Velho e Vilhena certamente estarão na vanguarda do país em inteligência e fiscalização de gastos públicos. O estado de Rondônia já faz parte dessa rede, sendo referência. E estes municípios reunidos aqui hoje, são os primeiros a receberem a capacitação no país”, acredita o controlador-geral do estado, Francisco Netto.

OBSERVATÓRIO

O Observatório é uma unidade dentro da Controladoria Geral da União, de produção de informações estratégicas e monitoramento dos gastos públicos. Tem como objetivo identificar riscos de fraude, irregularidades e o mau uso dos recursos públicos, apoiando o processo de tomada de decisão dos gestores públicos.

Utilizando técnicas avançadas de análises e mineração de dados é possível produzir informações de alto valor agregado. Desde a identificação de empresas simulando competição em licitações, até entidades criadas apenas para receber recursos por meio de convênios.  Essas informações são importantes para a atuação rápida da CGU, coibindo desvios, reforçando os controles e evitando prejuízo aos cofres públicos.

A estratégia de implantação da ODP estadual é replicar o Observatório da Despesa Pública nos municípios da federação. O objetivo é disponibilizar, em rede, informações, indicadores gerenciais de desempenho e identificação de situações atípicas ocorridas na execução dos gastos públicos, para gestores, contribuindo assim para uma melhor gestão dos recursos governamentais.