Semma mantém serviço e secretário afirma que zelo com Cacoal é permanente

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Cacoal mantém o cronograma de corte de grama e poda de árvores feita mês a mês e nesta segunda-feira (13) a equipe está trabalhando na avenida Belo Horizonte. Além da preocupação com a manutenção da grama e árvores, o secretário Leandro Chagas, titular da Semma, diz que a orientação aos trabalhadores é que tomem precauções também com os veículos e pessoas que passam próximos ao local onde o serviço está sendo feito, já que as roçadeiras podem arremessar pedras.

O secretário diz ainda que entende a dinâmica da cidade de Cacoal, sempre com movimento nas ruas e avenidas, onde os trabalhos estejam sendo feitos, mas é preciso que as pessoas também colaborem, evitando passar muito próximos aos locais.

Em razão da extensão das vias e da quantidade de grama a ser cortada na cidade, Leandro Chagas diz ainda que não há como restringir o serviço a algum horário, já que desde as primeiras horas do dia as equipes já começam a trabalhar e, a exemplo desta segunda, já no fim de tarde continuam trabalhando.

Mesmo com as dificuldades, o titular da Semma afirma que é um serviço que muda a cara da cidade e que a secretaria que comanda trabalha sempre com o objetivo de contribuir com o zelo a Cacoal, cidade que considera a mais bonita de Rondônia.

Procon/Cacoal faz alerta sobre a Black Friday

No próximo dia 24 ocorrerá no Brasil mais uma versão da Black Friday, um dia especial de ofertas em lojas físicas e em sites da internet. O evento, iniciado nos Estados Unidos, ganhou bastante espaço e muitos adepto, já que cria uma boa oportunidade, mas pode trazer também algumas armadilhas e problemas.

É o que alerta o coordenador do Procon/Cacoal, Bernardo Schmidt Penna. Ele informa que há um histórico de alguns problemas na Black Friday, principalmente no que se refere às falsas promoções, onde acaba se pagando “a metade do dobro” do preço do produto. Questões referentes a trocas de itens também figuram entre as reclamações dos consumidores.

“O consumidor deve, desde já, pesquisar os produtos que pretende adquirir e verificar o seu preço atual para poder fazer uma comparação na data da promoção. A loja não pode anunciar o desconto em algum item se o preço inicial for superior ao ofertado pouco tempo antes, ou seja, se anuncia 50% de desconto, tem de dar esse abatimento no preço que vinha sendo praticado,” comentou Penna.

Seguem abaixo algumas dicas para se evitar problemas:

– Faça uma pesquisa antecipada e um acompanhamento do preço do produto que pretende adquirir na Black Friday e evite as falsas promoções;

– Fique atento nas condições que os fornecedores colocam para as compras da promoção;

– Para compras pela internet, o prazo de desistência é de sete dias, contados do recebimento do produto, sem necessidade de justificativa, desde que não tenha havido uso ou avaria do item;

– Não há prazo para desistência ou troca quando o consumidor adquire o produto na própria loja ou quando ganha de presente. Nestes casos a loja só é obrigada a trocar ou a consertar o item em caso de vício ou defeito;

– Verifique a idoneidade do site em que pretende comprar. Há muitos sites falsos na internet que anunciam vendas com descontos aparentemente muito vantajosos, mas que no fim trará apenas prejuízo;

– É permitida a variação de preços conforme a forma de pagamento (dinheiro, cartão, à vista, a prazo etc)

O Procon/Cacoal está à disposição para eventuais esclarecimentos. Fica na Rua Anisio Serrão, 2168 e atende pelo telefone 3907 4132.