Vacinação de grupos prioritários continua abaixo da meta em Cacoal

O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 15 de junho por causa do protesto dos caminhoneiros. Em Cacoal, o número de pessoas do grupo prioritário vacinadas está bem abaixo da meta para o município. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), pouco mais de 60% do público-alvo foi imunizado.  Por outro lado, cresceu os casos de pessoas em tratamento com sintomas de doenças respiratórias graves (gripe), com duas mortes suspeitas.

 

A vacinação contra a influenza (gripe) teve início no dia 23 de abril e deveria ser encerrada no dia 1º de junho, mas foi prorrogada até o dia 15.  Apesar da preocupação do setor com a doença a adesão dos grupos prioritários ainda está bem abaixo do esperado. “Nossa meta é vacinar 90%, mas até agora só conseguimos imunizar pouco mais de 60% desse público”, aponta a coordenadora de Vigilância em Saúde, Ivani Gromann.

 

Ao contrário da procura da vacina pelo público-alvo,  aumentou nos últimos meses o número  de pessoas em tratamento no município com suspeita da síndrome respiratória aguda grave (gripe),  com duas mortes sendo investigadas. “ No dia 20 de maio um adolescente de 16 anos morreu no Hospital de Urgência e Emergência de Cacoal (Heuro),  e no último dia 28, uma grávida de 20 anos, moradora de Cacoal, morreu em Porto Velho com suspeita da doença.  Além desses óbitos, temos um percentual considerável de pacientes internados, inclusive crianças, com suspeita de gripe”, aponta.

 

“A população não está dando a devida importância para a vacinação, mas  ela é a principal medida de prevenção contra a doença, por isso pedimos para que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários procurem o mais rápido possível  as unidades de básica de saúde para se imunizar contra essa grave doença  ”, esclarece Ivani.

 

Vacinação

 

Em Cacoal, a vacinação é realizada nas Unidades Básicas de Saúde: Cristo Rei- no bairro Floresta; Luiz Moreira- bairro Parque Fortaleza; Edmur José Marchioli- bairro Liberdade; Princesa Isabel- bairro Incra; Village do Sol- bairro Village do Sol; Gonçalves Ledo- bairro Industrial; Nova Esperança- bairro Nova Esperança (BNH); Unidade de Saúde da Família; São Judas Tadeu- distrito Riozinho e Sesp- Cacoal.  Locais funcionam das 7h30 até o meio dia e meia. Para receber a dose é importe a apresentação dos cartões SUS e de vacina.

 

Vacina da gripe

 

Os especialistas lembram que a vacina da gripe não causa gripe. Ela não contém o vírus. As reações que da vacina pode dar são: dor no braço, braço quente e inchaço. Em casos raros, a pessoa pode ter um mal-estar leve.