Prefeitura de Cacoal parabeniza Emater-RO pelos 47 anos de fundação

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater) celebrou no dia 31 de agosto, 47 anos de fundação. A Prefeitura de Cacoal, em no nome de toda administração e servidores, em especial os ligados às áreas da agricultura e pecuária, parabeniza a empresa pela passagem de aniversário de criação e pelos relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento do estado de Rondônia.

“O setor produtivo cresceu muito nos últimos anos, em produção e qualidade, em grande parte  graças ao apoio técnico da Emater aos pequenos agricultores, pecuaristas e a outros segmentos. Fator que ajudou e continua aquecendo a economia de importantes municípios de Rondônia, a exemplo de Cacoal”, destaca a prefeita Glaucione Rodrigues.

Trajetória

O serviço de extensão rural de Rondônia foi criado em 31 de agosto de 1971 como Associação de Crédito e Assistência Rural do Território Federal de Rondônia (ACAR), integrante da Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural (ABCAR), nos moldes de uma entidade educativa e sem fins lucrativos, mas com a grande missão de promover a extensão rural no Território Federal de Rondônia.

Com um histórico de realização fantástico no desenvolvimento do Estado de Rondônia, na formação de uma cultura agrícola de resultado, e de caráter fundamental na colonização do Estado. A Emater atualmente é uma empresa pública, de prestação de serviços públicos, dotada de personalidade jurídica de direito privado, com patrimônio próprio e autonomia jurídica, administrativa, orçamentária e financeira, integrante da administração indireta do Estado de Rondônia.

Hoje a Emater-RO está presente nos 52 municípios e distritos do estado de Rondônia com 84 unidades operacionais. A empresa visa a socialização de conhecimentos de natureza técnica, econômica, social e ambiental, e ainda, a prestação de assistência técnica para o aumento da produção e produtividade agrícolas, de caráter sustentável, e à melhoria das condições de vida no meio rural do Estado, estimulando a produção e a geração de renda.

Festa do Café de Cacoal supera expectativas em público e em organização

Com a participação de 18 mil pessoas nos dois dias de evento, que estiveram na Praça Municipal e na quadra da rua Anísio Serrão, em frente ao prédio da Prefeitura do Município para acompanhar as variadas atrações, a 1ª Festa do Café de Cacoal, realizada no último fim de semana superou todas as expectativas dos organizadores.

No domingo, 29, o público conheceu e vibrou com as candidatas a Rainha do Café, que levaram para a passarela uma mistura de beleza, charme e simpatia. Ao fim dos desfiles os jurados elegeram Larissa Campana como a Rainha da 1ª Festa do Café; Tamires Rossow Koke ficou com o título de 1ª Princesa, e a faixa de 2ª Princesa ficou com Letícia dos Santos Souza.

Organizada para resgatar a celebração da cultura cafeeira com toda a população, a festa que teve a cobertura jornalística para todos os estados da Amazônia Legal, uniu a tradição à tecnologia, com homenagem aos pioneiros e a apresentação novas tecnologias que visam impulsionar ainda mais a produção e a qualidade do grão no município, do qual a Prefeita Glaucione Rodrigues espera que seja a principal fonte de arrecadação do município no futuro.

“Temos aqui uma pérola que é a melhor do mundo, o café robusta, por isso é necessário investir em tecnologias para agregar valor ao produto final. Também precisamos trabalhar isso a fim de  garantir divisas a nossos produtores e para o município”, expõe.

Além do concurso para a escolha da rainha e das princesas da festa, o evento que foi promovido pela Prefeitura em parceria com diversas empresas privadas e entidades públicas, que expuseram seus produtos e serviços durante os dois dias de festividades, o público teve acesso a praça de alimentação e aos stands da agroindústria, agronegócios, artesanato, entre outros. Os visitantes puderam acompanhar ainda atividades esportivas e recreativas como zumba, passeio ciclístico e trilha de motos, apresentações artísticas e culturais, e shows musicais com artistas da região. No evento foi realizado também a  assinatura do termo de cooperação técnica entre a Prefeitura de Cacoal  e a  ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial – Projeto de Indicação Geográfica do Café de Rondônia.

Para a Prefeita Glaucione Rodrigues, todos os esforços da administração municipal para que a festa fosse realizada valeram à pena e a participação popular é uma demonstração de que agradou à população. A Prefeita lembrou ainda que sem os parceiros da iniciativa privada, aos quais agradeceu intensamente, a festa não seria possível e que para as próximas edições a intenção é buscar um local mais amplo, em razão do grande público, de Cacoal e das cidades vizinhas.

 

Oficina sobre novas regras de parceria do poder público e organizações civis é realizada em Cacoal

 

Encontro que foi coordenado por técnicos do Governo do Estado, e que aconteceu no auditório da Semagri.

Servidores municipais, representantes de associações rurais, coordenadores entidades filantrópicas, dentre outros convidados, participaram na quarta-feira (18), de uma oficina sobre chamamento público para formação de parceria entre a administração pública e as organizações da sociedade civil. Durante o encontro que foi coordenado por técnicos do Governo do Estado, e que aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), foram abordadas as regras a respeito da nova legislação que trata da liberação de recursos públicos para atender entidades privadas sem fins lucrativos que desenvolvem atividades de interesse público.

Conforme o chefe de Núcleo do Terceiro Setor da Superintendência Estadual de Assuntos Estratégicos do Governo de Rondônia, Rafael Vargas Lara, pela nova legislação, para a celebração de parcerias a administração pública deverá realizar um chamamento público para selecionar organizações da sociedade civil que torne mais eficaz a execução do objeto a ser liberado. “O chamamento público é um procedimento que torna democrático a liberação de recursos para atender as organizações da sociedade civil. Porém, existem alguns critérios que precisam ser seguidos pelos dois lados”, explica.

Entre os critérios a serem seguidos está o lançamento de edital de convocação para dá publicidade sobre a programação orçamentária e outros itens como; o tipo de parceria a ser celebrada; o objeto da parceria; as datas, prazos e condições para apresentação das propostas; as datas e critérios objetivos de julgamento das propostas e o valor previsto para a realização do objeto; dentre outras.

As entidades interessadas também deverão ter sua capacidade comprovada para gerir os recursos ou benefícios do qual prateiam; como experiência prévia na realização e capacidades técnica e operacional para o desenvolvimento das atividades previstas e cumprimento das metas estabelecidas e prestação de contas de suas atividades e recursos.

Para a prefeita Glaucione Rodrigues, a capacitação é de fundamental importância para garantir que os recursos e parcerias sejam efetivados dentro da legalidade e com transparência. “É muito importante que as entidades tenham conhecimento dessas novas regras, tendo em vista, que quando chegarem os recursos, elas estarão aptas a brigar pelo benefício em prol do seguimento que representam”, aponta.

Prefeitura incentiva avicultura e produção tende a crescer em Cacoal

A Prefeitura de Cacoal está incentivando o setor de produção agrícola com mais uma medida que vai facilitar a implantação de agroindústrias. Trata-se da isenção de impostos para a instalação de aviários, o que deve fazer de Cacoal e região um dos principais pólos produtores de aves de Rondônia. Atualmente o município já produz 33% de toda produção da Avenorte, com média de 750 mil frangos/mês, mas com os incentivos, pode ultrapassar os 50% das aves entregues à indústria.

De acordo com o gerente da Globo Aves, Ademir Souza, o incentivo que está sendo dado à instalação de aviários em Cacoal já acontece em outros municípios, o que acabava fazendo com que os avicultores acabassem indo a outras regiões. Com a medida, Cacoal pode ter, de imediato, a instalação de 20 novos aviários, informou Ademir Souza, que agradeceu à Prefeita Glaucione Rodrigues por estar fortalecendo o setor agropecuário cacoalense.

Na opinião da Prefeita, todo apoio que a Prefeitura puder oferecer ao homem do campo será oferecido, isso para que esteja cada vez mais fortalecido. Glaucione Rodrigues enfatizou que com o setor rural forte, a cidade só tem a ganhar, já que é um dos pilares da economia do município, do Estado e do País.

Prefeitura estuda implantação de usina de etanol a base de batata doce no município

A prefeita Glaucione Rodrigues esteve reunida com a equipe da Secretaria de Agricultura (Semagri), o secretário Donizete Souza da Silva e o empresário e engenheiro agrônomo, Aldo Marcos Silva, discutindo a implantação de uma usina de etanol a base de bata doce no município. O empresário e pesquisador Aldo Silva, que desenvolve biotecnologia para combustível desde 2003, apresentou a proposta para a prefeita Glaucione na manhã desta sexta-feira (28) e explicou a viabilidade do projeto.

“Esse é um programa de etanol social que nós estamos querendo inserir no Estado. Nós queremos inserir a agricultura familiar na matriz energética compondo a cadeia produtiva de etanol, e como na Amazônia não pode ser produzido etanol através de cana, nós temos a batata doce que pode ser usada dentro desse formato de usina flex e é ecologicamente correto e social, e também tem uma viabilidade muito alta, pois quando se produz etanol da batata, também se produz ração animal, que é interessante para agricultura familiar, já que você acaba gerando mais carne, leite e peixe, o resultado é muito interessante”, afirma Aldo.

O pesquisador ressaltou que pretende implantar o projeto em diversas cidades de Rondônia e que já conta com o apoio do Governo do Estado.  “Nós tivemos uma reunião com o governador Confúcio Moura e ele tem um interesse muito grande em desenvolver a agricultura familiar. Então nós estamos fazendo um tour no Estado para ver onde melhor se aplica. Nós já temos alguns municípios como Theobroma e Alvorada, onde a gente já conhece a situação, sabemos da viabilidade. A tendência é que isso aqui se estenda para a Amazônia inteira”, completa.

Durante a reunião Aldo ainda destacou que vê o município de Cacoal como um pólo de tecnologia no Estado e possui condições apropriadas para a produção de etanol, além de oferecer uma boa logística, visto que o município fica em uma BR, possui agricultura familiar disponível e ainda há grande mercado para venda de ração animal.

De acordo com o secretário da Semagri, Donizete Souza da Silva, o projeto trará diversos benefícios ao município. “Nós buscamos conhecer o projeto e desse conhecimento estamos com a prefeita para que a gente possa buscar a viabilidade e implantar esse projeto em Cacoal, onde o produtor vai produzir a batata doce e essa usina vai gerar etanol através da produção. O município só tem a ganhar, a cadeia produtiva vai gerar empregos, produção para o nosso produtor e a questão de divisas, pois uma vez que a gente produz álcool, etanol dentro do município, nós vamos ter um custo beneficio bom”, finaliza.

Projeto de recuperação do solo e nascentes evita voçorocas em Cacoal

Propriedades rurais de Cacoal estão sendo atendidas com um projeto de recuperação de solo e nascentes idealizado pela administração municipal. Máquinas da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri) são disponibilizadas para atender as propriedades atingidas por voçoroca, que é um processo erosivo de grande porte, ou que corram o risco. Os produtores que necessitarem desse trabalho devem procurar a Semagri e informar o problema.

Todo serviço é fornecido sem custo aos produtores, que podem ainda obter palanques e arame para cercar as nascentes de água. Esses materiais são fornecidos pelo Fundo Municipal de Meio Ambiente e Agricultura e o objetivo é preservar a água para o futuro, mesmo estando Rondônia na Amazônia Legal, onde há água em abundância, informou o técnico agropecuário, contador e especialista em gestão ambiental, Jorge Murer, que relata ainda a escassez de água para a agricultura e mesmo potável em outras partes do país.

O projeto prevê a construção de curvas de nível, barraginhas, desassoreamento de nascentes e reversão de processos erosivos de grande porte, como forma de evitar danos nas propriedades e ainda proteger as nascentes e, consequentemente, também rios e córregos.

Nesta terça-feira (4), os trabalhos foram feitos em três propriedades na Linha 5, Setor Prosperidade, que estavam sendo prejudicadas por voçoroca.

Diagnostico do Pirarara

Ainda com ligações ao projeto de recuperação do solo e nascentes, a Semagri participou por três meses ininterruptos da elaboração e execução do diagnóstico do Pirarara, do nascente à foz. Em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sedam), Ministério Público e das instituições de ensino superior Facimed, Unesc e Unir, estudos analisam o uso da água e problemas que possam levar à escassez. Novas etapas acontecerão, sempre objetivando estudos que evitem a falta de água no futuro.

 

 

Cacoal participa da 6ª Rondônia Rural Show em Ji-Paraná

A abertura da 6ª Rondônia Rural Show foi novamente um grande sucesso. Agora com sede própria, a maior feira de Agronegócios do Estado recebeu a visita de centenas de pessoas de diversos municípios que puderam conferir de perto o potencial agrícola e comercial dos produtos e equipamentos ligados ao setor.

A prefeita de Cacoal Glaucione Rodrigues (PMDB) participou da cerimônia de abertura, que contou com a presença de varias autoridades políticas e empresariais do Estado e discursaram e enalteceram a importância do evento, que movimenta um setor responsável direto pelo aumento do PIB no Brasil.

As agroindústrias de Cacoal, que tiveram standers na feira, receberam apoio da Secretaria de Agricultura do município, como desenvolvimento de projetos, incentivos fiscais e busca de qualidade e aumento de produção. Com isso, as famílias agregam valores à matéria prima e tem a oportunidade de comercializarem seus produtos.

Fascinada com o potencial e variedades de diversos produtos, Glaucione fez questão de dar um abraço e cumprimentar todos os participantes, que com seu trabalho e determinação, puderam mostrar a força e o potencial de nossa cidade.