Com roupas e caracterização especial os alunos das escolas deram um show de beleza, criatividade e conhecimento, com o resgate histórico do Brasil.

A celebração do tradicional 7 de setembro foi diferente este ano em Cacoal. O desfile, realizado no distrito do Riozinho, a 10 km de Cacoal, retratou o contexto histórico do Brasil até a Independência do país, em 1822. Centenas de alunos das escolas municipal, estadual e entidades de classe retrataram com roupas, acessórios e alegorias a beleza da história do país, desde a descoberta da Ilha de Vera Cruz, em 1500, por Pedro Álvares Cabral, até a Declaração da Independência, em 1822.

A história do Brasil contada

Criatividade foi a característica principal do desfile. Vestidos de indígenas nativos, os alunos das escolas Nossa Senhora do Carmo e João de Deus Simplício abriram o desfile vestidos como os primeiros habitantes do Brasil. Alunos da escola Santos Dummond e Pedro Álvares Cabral apresentaram a Ilha de Vera Cruz. A caravela usada pelos portugueses foi representada pelos alunos da escola Ângela Maria da Mata. A escola José de Almeida apresentou a exploração econômica do pau Brasil, no período pré-colonial. Alunos das escolas Claudio Manoel da Costa e José Mauro de Vasconcelos retrataram o tema das Capitanias Hereditárias, com a divisão do território brasileiro para exploração. A época dos navios negreiros, que traziam escravos africanos para o Brasil, foi retratada pela escola estadual Josino Brito, e o tráfico de escravos por alunos da escola Luiz Lenzi. Vestidas como escravos acorrentados, as crianças incorporaram a história com uma caracterização emocionante.

A descoberta do ouro foi mostrada por alunos da escola Pedro Kemper e Centro de Educação Infantil Expedito Macedo. O tema da Inconfidência Mineira de Tiradentes – primeira tentativa de libertação do Brasil do jugo português – foi retratado por alunos da escola Celso Ferreira da Cunha, do Riozinho. Crianças do Centro de Educação Infantil Balão Mágico Centro de Educação Infantil Leãozinho e Centro de Educação Infantil Marechal Rondon, retrataram a chegada da família real, em 1808. Alunos da escola Agustinho Góes retrataram o momento ápice da história, com a declaração do grito da Independência em 1822, por Dom Pedro I. A Escola Cruzeiro do Norte e Presidente Médici retrataram a Proclamação de República. Alunos da escola Fundação Bradesco se apresentaram com fanfarra, tradicional nos desfiles de 7 de setembro.

Programa Escola Viva

Alunos da escola Monteiro Lobato situada na área rural, e do Centro de Educação Infantil Terezinha Geneci de Oliveira, apresentaram as ações de investimentos na educação promovidos pelo amplo programa da Prefeitura de Cacoal, Escola Viva, executado por meio da Semed, com investimentos em mobiliário, reformas, climatização das escolas e outras melhorias. A escola foi totalmente reformada por meio do programa. Alunos da escola Maria do Socorro e Rodolfo Luchtenberg apresentaram o tema da qualificação da merenda escolar, e fortalecimento da agricultura familiar, que também faz parte do programa. As escolas Maria Montessori, da linha 10 e Centro de Educação Infantil Teca apresentaram o tema da qualificação do transporte escolar e a escola Anita Garibaldi os principais eixos de ação do programa.

Vereadores, o deputado Cirone Deiró, além de secretários municipais e servidores prestigiaram o desfile. A comunidade do distrito do Riozinho também participou em peso da celebração.  Moradora local, Lindnalva Mendonça dos Santos, disse que ficou emocionada com as apresentações. “Achei muito bacana, por que estão perdendo as origens do nosso Brasil, a gente fica contente com isso”, disse. A prefeita Glaucione Rodrigues parabenizou a equipe pelo desfile original e inovador. “Lindo o nosso desfile, parabéns a toda a equipe da Semed, parabéns aos servidores da prefeitura, é um marco no distrito do Riozinho”, concluiu.