Prefeitura de Cacoal recupera pontes e bueiros danificados pela chuva

Desde o início do ano a Prefeitura  tem trabalhado intensamente para recuperar as estradas rurais comprometidas pelas fortes chuvas que estão atingindo o município desde o  final de dezembro,  chuvas estas que ocasionam desastres naturais  em várias cidades do País.

  

Em Cacoal não é diferente, as fortes chuvas já danificaram bueiros, pontes, e estradas.

As equipes realizaram uma vistoria e passaram a concentrar os trabalhos nas regiões mais comprometidas nas linhas rurais, pois em decorrências das chuva,  bueiros e pontes foram arrastados pelo grande volume de água,  pontos estes que a Prefeitura está se redobrando e  agindo emergencialmente para liberar o mais rápido possível o acesso aos moradores.

Os trabalhos foram intensificados e já foram recuperados bueiros nas linhas 09, 02, 06, linha E Setor Prosperidade e linha 07 e na linha 13, também foi  iniciada a construção de uma ponte na Linha 14, beneficiando principalmente a comunidade Indígena.

As vias de transporte de alunos, carreadores, acessos à propriedade são prioridades  para garantir o escoamento da produção agrícola.

Fonte: Assessoria

 

 

Lei de Moto Aplicativo é sancionada em Cacoal

A prefeita Glaucione Rodrigues sancionou nesta terça-feira (03), a Lei que regulamenta o transporte de moto aplicativo na cidade de Cacoal. A Lei tem por objetivo assegurar regras para a exploração e prestação do serviço, as condições dos veículos, bem como as obrigações, preços e penalidades. A nova legislação é mais uma etapa da administração municipal no processo de melhor ordenar o transporte na cidade.

Para a Prefeita, a nova Lei é uma ferramenta para o desenvolvimento, possibilitando a criação de novas oportunidades de geração de renda, além da  inserção de mais um  tipo de transporte na infraestrutura da cidade. “Estamos regulamentado e dando condições para um novo modelo de negócios em Cacoal, que já é realidade em todo o País. A concorrência gera benefícios para a população, em termos de serviços mais inovadores, com melhor qualidade, segurança e menor preço”, concluiu a Prefeita.

As Operadoras de Plataforma de Transportes e os mototaxistas terão  60 (sessenta) dias para se adaptarem às exigências regulamentadas.

 

Fonte: AssessoriaASCOM