CORONAVÍRUS: Casos suspeitos chegam a 11,  neste sábado (21) em Cacoal

BOLETIM INFORMATIVO V – 

 

Menos de 24 horas depois de confirmar 10 casos suspeitos de pessoas contaminadas pelo COVID-19, a prefeitura de Cacoal informa na noite deste sábado (21), que acompanha agora 11 casos.

Um caso a mais, do que os anunciados anteriormente na sexta-feira (20),  e já registrado na plataforma do Ministério da Saúde, e que será atualizada até segunda-feira (23), já que o registro aconteceu em menos de 24 horas.

A prefeitura informa que 7 dos casos suspeitos são de mulheres com idade de 24 à 48 anos, e homens de 27 à 55 anos, desses total, 6 casos foram de pessoas que estiveram em cidades e países infectados, como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Londres, e o restante dos casos tiveram contato direto com os que chegaram de viagem do dia 12 à 20 de março de 2020.

A prefeitura de Cacoal reitera as recomendações e cuidados especiais com as pessoas do GRUPO DE RISCO, que são as mais vulneráveis:

  • Idosos;
  • Diabéticos;
  • Hipertensos;
  • Quem tem insuficiência renal crônica;
  • doença respiratória crônica;
  • doença cardiovascular;

O comitê de Enfrentamento ao CORONAVÍRUS de Cacoal, explica que uma vez infectadas, essas pessoas têm mais chances de desenvolverem complicações decorrentes do Covid-19, já que as taxas de letalidade entre esse grupo são mais altas do que a média.

 

Prefeitura de Cacoal,  manter-se em casa ainda é a melhor prevenção.

DECRETO DETERMINA FECHAMENTO DO COMÉRCIO EM CACOAL

Na noite desta sexta-feira (20), a Prefeita  Glaucione  Rodrigues, fez uma  Live na sua rede social para informar sobre o novo Decreto Municipal seguindo o Decreto Estadual que começou a ter validade na data de hoje (21), no município de Cacoal, onde parte do comércio permanecerá fechado por precaução e prevenção de uma possível proliferação do COVID-19.

Ela iniciou a Live falando:

— É um momento que  junto com a equipe técnica de enfrentamento ao CORONAVÍRUS,  nós finalizamos o decreto, vou assinar ele agora e já vai ser publicado, onde decidimos seguir o decreto do Estado e fechar parte do comércio.

— Há muitas pessoas que acham que não é o momento, mas podemos pecar e decidir na hora errada. Ficará aberto, hospitais, laboratórios, farmácias, fornecedora de bens e insumos à saúde, pet shop, as clínicas médicas de fisioterapia, de vacinação, veterinária, funerárias, distribuidora e revendedora de água e gás, postos de combustíveis, supermercados, padarias, mini mercados, mercearias, restaurantes à beira da BR, açougues, peixarias, e operações de entrega à domicilio. Lembrando que quem estiver fazendo entregas, precisam tomar todos seus cuidados.

— Tudo isso é para que nós possamos enfrentar esse pico alto que é previsto pelo Ministério da Saúde do vírus, nesse momento nós não estamos pensando na economia, nós estamos pensando em salvar vidas.

—Eu peço desculpa para aqueles que pensam de forma diferente, mas a nossa decisão nesse momento é exclusiva com intuito de salvar vidas.

—Estamos tomando todos os cuidados, e vamos fechar por 10 dias para sentirmos como vai ficar a situação, não só no nosso município, mas no nosso Estado e no Brasil de modo geral.

—Pedimos a compreensão da população, não é um toque de recolhimento, mas pedimos que todos fiquem em suas casas, e vamos mantendo a população informada.

—O momento não é confortável, acreditamos que o vírus já deve circular no nosso município, nós recebemos pessoas que vieram de países infectados, chegaram de outros Estados,  mesmo que a saúde tenha tomado todos os cuidados, a quarentena, isolamento, mas essas pessoas passaram pelo aeroporto, usaram carros e tiveram contatos com outras pessoas, e nossa preocupação é manter nossa população saudável.

—Colaborem, não é para sempre, é um momento, é uma necessidade e eu peço compreensão de toda população, nós precisamos  entender que não é um momento fácil e é melhor pecar pelo excesso, que pela omissão.

Fonte: Assessoria