A Prefeitura Municipal de Cacoal promove nesta terça-feira, dia 12 de abril, a partir das 19h30, o 1º Fórum relacionado ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo. O evento, coordenado pelo Centro de Referência em Assistência Social – CRAS, vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho de Cacoal (SEMAT).
Durante o evento, haverá palestras com especialistas sobre o tema, além da participação da advogada Michelli Pavani, que dará um panorama sobre as leis que garantem os direitos e atendimentos prioritários aos autistas em toda a rede de serviços públicos.

PALESTRAS
A primeira palestra será ministrada pela Dra Maria Lucia Ferreira dos Santos que falará sobre autismo, desafio maternal, social, educacional, econômico e familiar. Também abordará as políticas públicas para a criança autista, a busca pela compreensão do autismo e, por fim, os desafios às políticas de inclusão social.

A segunda palestrante da noite será a Dra Michele Romão que falará sobre diagnóstico e prognóstico de pessoa autista, analisará os critérios do Manual de Diagnóstico e estatística de tratamentos mentais (DSM-5), alem de abordar os comportamentos aparentes em pacientes com diagnóstico autista e abordar o papel do psicólogo no tratamento com a pessoa autista.

O evento será encerrado com a participação da Secretária Municipal de Ação Social e Trabalho, Dra Michelle Pavani, que, na condição de advogada, irá explanar as leis 12.764/2012 e 13.977/2020, que amparam as pessoas com autismo.

A advogada irá discursar sobre esses direitos e garantias ao autista nas áreas de serviço público de saúde, educação e proteção social. Também abordará a questão dos auxílio financeiros (aposentadoria e BPC), convênios para tratamentos da pessoa autista, dentre outros assuntos correlatos.

O prefeito Adailton Fúria tem apoiado a causa e oferecido todo o respaldo, tendo oficializado a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo em atendimentos aos pressupostos da lei federal 13.977/2020, bem como a lei municipal Nº 4.687/PMC/2021, aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo Poder Executivo para assegurar uma série de direitos e atendimento prioritário a essas pessoas.