IPTU 2018 poderá ser pago a partir de 30 de abril; carnês estão em conferência

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Cacoal, que tem data de vencimento a partir de 30 de abril, está com sua emissão suspensa até que a Secretaria de Fazenda faça todas as conferências necessárias. A informação foi repassada nesta quinta-feira (8) pelo secretário Gilmar de Assis Andrade, titular da pasta, que estima a liberação de emissão nos próximos 15 dias.

Ainda de acordo com o secretário, todas as medidas que estão sendo tomadas tem por objetivo evitar que haja valores distorcidos e por isso está analisando um a um. Sobre o IPTU, Gilmar Andrade informou que poderá ser retirado pela internet e também diretamente na Secretaria Municipal de Fazenda, que terá estrutura especial para atendimento à população, tão logo a conferência de documentos seja concluída.

Sobre a escala de descontos, para os pagamentos à vista feitos até 30 de abril, o desconto é de 20%. Para pagamentos até 30 de maio também à vista o desconto é de 15% e para pagamentos até 30 de junho, 10%.

Para parcelamentos não há descontos. O IPTU 2018 pode ser pago em até sete parcelas, a partir de 30 de junho, caso o contribuinte opte em parcelar.

Banheiros químicos serão instalados nas feiras-livres de Cacoal

 

Banheiros químicos serão instalados nas feiras-livres de Cacoal pela Prefeitura, que programa para as próximas semanas a entrega de mais esse benefício aos feirantes. No total serão disponibilizados cinco banheiros químicos, destes um para portadores de necessidades especiais. Este é o segundo benefício entregue aos feirantes pela atual administração municipal, que antes deste, ainda em 2017, entregou a iluminação na avenida Guaporé, dando melhores condições de instalação das estruturas da feira e mais segurança aos trabalhadores.

A licitação, que teve a gestão da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), prevê que os banheiros sejam limpos e retirados ao final de cada feira-livre, para que sejam utilizados nos outros dias de feira.

Os banheiros serão instalados de acordo com a quantidade de pessoas em cada feira, sempre com o objetivo de atender ao público e às pessoas que trabalham nos locais. De acordo com a Prefeita Glaucione Rodrigues, esse é um compromisso feito ainda quando era deputada para atender os feirantes e dar melhores condições de trabalho a eles e a atual administração municipal trabalha com a visão de dar cada vez mais qualidade de vida a mais pessoas em Cacoal.

Nota do Portal da Transparência em Cacoal salta de 3,75 para 8,8

No final de 2016 o Portal da Transparência da Prefeitura de Cacoal recebeu uma nota 3,75 em avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e na última avaliação, datada de 26 de fevereiro de 2018 (segunda-feira), essa nota saltou para 8,8. O documento chegou nesta terça-feira (27) às mãos do Controlador-Geral do Município, Lindenberg Arcanjo, que é o responsável pelas mudanças no Portal da Transparência e pela maneira facilitada de acesso a informações no site.
Na decisão entregue pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, está escrito que “verificou-se nesta nova análise que o Portal da Transparência de Cacoal sofreu importantes modificações que aumentaram consideravelmente a transparência de sua gestão, atingindo um índice de transparência de 88%.
De acordo com o Controlador-Geral, desde o início das mudanças a meta da atual administração é conseguir um índice de 100% de transparência, o que equivale a uma “nota 10” na avaliação do TCE. Confirmando que essa meta está mantida, o Controlador garante que todos os esforços para atender às recomendações do TCE serão empenhados para que, na próxima avaliação, essa “nota 10” seja alcançada. Os esforços para que o Portal da Transparência obtivesse melhor nota na avaliação do TCE foram iniciados logo no início da atual administração, em 2017.

Prefeitura planta Ipês em substituição a Ficus e pede que população ajude a cuidar

Iniciou em Cacoal nesta quarta-feira (21) a substituição das árvores Ficus, retiradas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) por oferecerem riscos à população e por obstruírem a rede de esgoto. Os trabalhos foram iniciados pela avenida Amazonas, onde estão sendo plantadas mudas de Ipê, mas vão chegar a todas as ruas e avenidas do município, onde os Ficus foram retirados. Além de embelezar a cidade, as mudas mantêm o índice de arborização de Cacoal entre os maiores do Estado.

O planejamento de substituição das árvores que ofereciam riscos à população por estarem apodrecidas ou que entupiam a rede de esgoto havia sido feito ainda em 2017, quando a Prefeitura de Cacoal decidiu pelas mudas de Ipê e outras essências e começou a produzi-las.

As marginais da BR-364, nos locais onde algumas árvores foram retiradas, também receberão as mudas. Em locais, como a Avenida Belo Horizonte, serão plantadas mudas de Palmeira Imperial, mantendo as características de cada via.

De acordo com o planejamento feito pela Prefeitura de Cacoal, durante todo o período de chuvas haverá a substituição das árvores. Em razão do estágio logo após o plantio ser decisivo para o crescimento da planta, os técnicos da SEMMA pedem que a população ajude a cuidar, evitando vandalismo e que as mudas sejam quebradas.

Alunos da Escola José de Almeida são recebidos na Coopec

Como havia sido anunciado na última semana por representantes da administração municipal em Cacoal, as aulas para os 733 alunos da Escola Municipal José de Almeida, interditada por problemas em uma obra iniciada e 2014, foram transferidas à Cooperativa Educacional Coopec. A cooperativa está localizada na região central, a exemplo da Escola José de Almeida, e é o local que foi melhor avaliado pelos pais de alunos.

Já na manhã desta segunda-feira (19) os alunos foram recepcionados na Coopec, recebendo as boas vindas também da prefeita Glaucione Rodrigues, que desde a última semana manteve as negociações, de forma a garantir o melhor local para que os alunos da Escola José de Almeida não fossem prejudicados.

A secretária municipal de Educação, Rosely Vieira, que também participou da recepção às crianças, garantiu que não haverá prejuízos ao ano letivo pelas aulas terem iniciado nesta segunda aos 733 alunos, já que em toda a Rede Municipal de Educação as aulas iniciaram na última quinta-feira, dia 15.

Coopec receberá os 733 alunos da Escola José de Almeida na segunda, 19

Os 733 alunos da Escola Municipal José de Almeida, em Cacoal, serão transferidos para a Cooperativa de Ensino Coopec (antiga Ulbra Concórdia). O impasse que surgiu na última quarta-feira (14) foi resolvido pela administração municipal, que já assinou contrato e está preparando neste fim de semana as salas que serão usadas pelos alunosna segunda-feira (19), normalmente.
A transferência para a Coopec é necessária em razão da interdição da Escola José de Almeida, com problemas em sua estrutura ocasionados por uma obra de ampliação que apresenta defeitos. A medida tomada pela Prefeita Glaucione Rodrigues levou em conta, principalmente, a segurança dos estudantes e profissionais que atuam na escola, já que o forro de gesso esta desabando, o que poderia causar acidentes.
Na quinta-feira (15) uma decisão judicial determinou que as obras na escola sejam retomadas pela empresa Investel engenharia Ltda., com sede em Porto Velho, em um prazo de 15 dias. Além da conclusão da obra, a Prefeita de Cacoal informou que os valores que serão gastos com aluguel, o que deve ficar em mais de R$ 400 mil, também serão cobrados da empresa, que é responsável pelos transtornos ocasionados pela má execução da ampliação.

Ano letivo é aberto em Cacoal com salas de aula climatizadas

As aulas na Rede Municipal de Ensino de Cacoal foram iniciadas na manhã desta quinta-feira (15) em cerimônia na Escola Maria Socorro, no Bairro Habitar Brasil. Além da abertura, a prefeita Glaucione Rodrigues fez a entrega da climatização das salas, beneficiando as 623 crianças que são atendidas na escola, de primeira a nona séries. Autoridades municipais participaram do evento, que marca o início das aulas em todas as escolas da Rede Municipal, nas zonas rural e urbana.

Sobre a melhoria de condições de aprendizagem aos alunos, a prefeita Glaucione Rodrigues afirmou que em 2018 a Educação de Cacoal é meta e tem demonstrado isso desde os primeiros dias. A primeira reunião do ano foi com educadores no gabinete, quando foi determinado pela prefeita que fosse feita uma força-tarefa pela Educação.

A prefeita garantiu ainda que não há diferenciação entre as unidades escolares localizadas na zona rural e as escolas que estão na cidade e uma prova disso é a instalação de secretarias nas escolas rurais, evitando que os pais tenham que vir até a cidade para resolver questões burocráticas.

Acompanhada da secretária de Educação, Rosely Vieira,  do vice-prefeito, Elcirone Deiró, dos vereadores Professor Nilton e Maria Simões, a prefeita percorreu as salas de aula da escola, já climatizada, e garantiu que todas as escolas da Rede Municipal receberão esse benefício.

NOTA DE PESAR

Com profundo pesar e consternação, a Prefeitura de Cacoal, em nome de todos os desportistas, comunica o falecimento do Tita, um dos maiores incentivadores do esporte da região. O falecimento do Tita deixa todo o esporte de Cacoal de luto. Neste momento de dor profunda, rogamos ao Criador que nos dê forças para superar o momento e nos unimos à família, que terá nas lembranças um alento à saudade. Vá em paz, Tita.

Cobrança da taxa de lixo está suspensa até dia 27 e não há risco de cortes

A cobrança da tarifa sobre os serviços de coleta e destinação do lixo está suspensa em Cacoal até o dia 27 de fevereiro pelo Decreto nº 6.709/PMC/2018. Ao anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (9) pela prefeita Glaucione Rodrigues em entrevista coletiva, onde falou sobre o índice de contas que tiveram erro de valores e quais medidas serão tomadas para solucionar o problema. Acompanhada por vereadores e secretários municipais, Glaucione Rodrigues anunciou a projeção de arrecadação com a nova tarifa, que vai ficar em torno de R$ 300 mil/mês, ainda insuficientes para cobrir os gastos com os serviços do lixo, em torno de R$ 500 mil/mês.

Em razão das proporções de falsas notícias que se criou em torno de erros do sistema de cálculo da tarifa cobrada pelos serviços de coleta do lixo, a administração municipal resolveu suspender a emissão de contas de água com os valores embutidos para que todas as medidas de correção precisa sejam tomadas.

Pelos números apresentados pela administração municipal, Cacoal tem cadastrados aproximadamente 27,5 mil consumidores que recebem conta de água, sendo cerca de 24 mil ativos. Nesta primeira etapa foram emitidas 2 mil contas de água já com a taxa do lixo, destas, menos de 150 tiveram problemas de valores calculados erroneamente.

Com a decisão da prefeita de suspender a emissão da taxa do lixo até o dia 27, todas as cobranças de juros e multas também estão suspensas, da mesma forma que não há risco de corte no fornecimento do serviço de água por falta de pagamento, especificamente sobre estas contas. As pessoas que já pagaram contas de água e que os valores não estejam corretos, será feito ressarcimento nas próximas contas de água, de forma que não haja prejuízos à população.

A prefeita reafirmou na coletiva que a falha no sistema, que é de uma empresa terceirizada, não significa má intenção e que jamais vai admitir durante o seu mandato que a população seja lesada. Todas as medidas, como explicou Glaucione Rodrigues, são em respeito à população de Cacoal.

1 30 31 32 33 34 47