Recuperação asfáltica é iniciada em Cacoal com parceria Estado/ Município

Os trabalhos de restauração asfáltica anunciados pelo governador Confúcio Moura em Cacoal já foram iniciados e a rua José de Anchieta, no bairro BNH, já começa a receber a primeira etapa dos trabalhos. Nesta etapa os reparos são feitos com uma massa especial solo/cimento e devem chegar a todos os bairros de Cacoal, onde os serviços serão executados nos próximos 90 dias, como anunciado pelo próprio governador no gabinete da prefeita Glaucione Rodrigues. Após essa etapa, a massa asfáltica será jogada no pavimento, garantindo a durabilidade do trabalho que está sendo executado.

O secretário municipal de Obras, Francisco Nóbrega, e o diretor-regional da Residência do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) de Cacoal, Paulo Aquino, acompanharam o início dos trabalhos. Francisco Nóbrega explicou que nesta primeira etapa é preciso que a população tenha conhecimento sobre a tecnologia que será utilizada. Segundo ele, só após o período de “cura” do composto solo/cimento é que a massa asfáltica será jogada.  O secretário lembrou que o Governo Estado, por meio do DER, está dando total apoio e que essa parceria vai transformar Cacoal para melhor, dando melhores condições de tráfego aos condutores de veículos.

Paulo Aquino reforça a importância da parceria, falando ainda do empenho dos trabalhadores da Secretaria de Obras do município e do DER na recuperação de Cacoal. Para o diretor-regional do DER, é dessa forma, com união de forças, que os problemas de trafegabilidade serão resolvidos em Cacoal.

A previsão é que durante os 90 dias, como anunciado pelo governador, equipes das cidades de Ji-Paraná, Jaru e Rolim de Moura, além das equipes de obras do município, estejam empenhados na restauração de vias em Cacoal.

Cacoal tem novo secretário de Agricultura, que busca diálogo e resultados

Cacoal tem um novo secretário municipal de Agricultura desde a manhã desta segunda-feira (5), quando assumiu a pasta Toninho da Emater. Em uma cerimônia que lotou o auditório da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), a prefeita Glaucione Rodrigues falou da sua ligação com o setor produtivo e anunciou que o ex-titular da Pasta, Donizete Souza da Silva, continua na administração municipal. Além de produtores rurais, vereadores e secretários municipais, representantes da Associação Comercial e Industrial (Acic) e Sebrae, o deputado estadual Juracy Barbosa Moreira (Só na Bença) participou da posse de Toninho da Emater, que teve 75% da preferência entre um grupo de produtores ouvidos pela prefeita Glaucione.

Para a prefeita, Cacoal tem atenção aos pedidos dos produtores rurais e a reforma dos carreadores é o que mais tem sido solicitado. Mesmo com as informações de mais de cinco mil propriedades, a prefeita disse que é preciso ampliar o parque de máquinas da secretaria para que todas sejam atendidas. Para que isso seja possível, a prefeita diz que busca apoio em Brasília e que o deputado federal Nilton Capixaba, de Cacoal, tem destinado recursos para esse fim. Ainda no primeiro semestre de 2018 os maquinários devem ser entregues, como informou Glaucione Rodrigues.

Para o vice-prefeito do município, Elcirone Deiró, Cacoal tem uma vocação claramente agrícola e é preciso dar a esse setor todo suporte para que possa continuar se desenvolvendo. Ele considera ainda a agricultura o carro-chefe da economia local, com geração de empregos e riquezas, fortalecendo a imagem de Cacoal no cenário estadual.

Representando a Câmara de Vereadores, o presidente do Paulo Duarte Bezerra (Paulinho do Cinema) lembrou do empenho do ex-secretário Donizete Souza da Silva, para conduzir a pasta e, mesmo com dificuldades, como disse, conseguiu dar resultados ao setor. O presidente da Câmara se colocou à disposição para ajudar o novo secretário no que precisar.

Em seu discurso de posse, Toninho da Emater abordou diretamente três pontos: café, leite e piscicultura. Se dizendo essencialmente um técnico da Emater, demonstrou conhecimento ao falar rapidamente sobre projetos para fortalecimento do setor produtivo de Cacoal e pediu que o diálogo seja o caminho para que conflitos sejam solucionados. O novo secretário, que terá ainda ao seu lado o ex-secretário de Obras Valdeir de Andrade (Benê) e José Carlos Nunes,  afirmou que seu trabalho será pautado pela gestão, organização planejamento e resultado, sempre colocando as necessidades do produtor rural de Cacoal em primeiro lugar.

 

 

Mobilização contra lixões irregulares tem alto custo; população deve denunciar

Mobilização em prol do combate à destinação irregular de lixo em Cacoal foi iniciada na manhã desta quarta-feira (31) com a participação de várias secretarias da Prefeitura Municipal. O trabalho é também para a retirada do lixo acumulado em alguns pontos e uma forma de envolver a população para que ajude a fiscalizar e coibir pessoas a jogarem lixo às margens das vias. Só em um dos locais onde o lixo foi retirado, mais de 30 toneladas foram coletadas.

Máquinas e pessoal das secretarias de Obras (Semosp) e Meio Ambiente (Semma) iniciaram a retirada do lixo nas proximidades do Beira Rio por volta das 8 horas. Os secretários Francisco Nóbrega e Leandro Chagas, respectivamente da Semosp e Semma, participaram das ações, que serão realizadas ainda nas proximidades da Linha 208, Cemitério da Linha 6, Setor Industrial, Unir e Araçá.

Ranieri de Lima Lins, fiscal de Meio Ambiente da Prefeitura de Cacoal, um dos técnicos que acompanhavam os trabalhos, disse que a Semma possui em seu quadro de pessoal profissionais capacitados para que a problemática do lixo em Cacoal seja resolvida. Na opinião do técnico, a aplicação da legislação e sanções legais são inevitáveis para combater esse tipo de ação.

Outro servidor da Semma, Sidcley Sotele, entende que jogar lixo em locais impróprios acarreta muitos prejuízos ao município, já que as máquinas e pessoal que estavam sendo utilizadas poderiam estar prestando outro tipo de atendimento à população, além de que os custos só com a retirada das 30 toneladas de lixo nas proximidades do Beira Rio custarão em torno de R$ 60 mil, já que todo o lixo é levado ao aterro sanitário. Os custos serão ainda maiores, já que há outros pontos onde há lixo depositado de maneira irregular por alguns moradores.

Todos os envolvidos na ação de retirada de lixo pedem que a população colabore, ajudando a fiscalizar quem joga lixo nesses locais e que denunciem, como forma de contribuir com o desenvolvimento do município.

 

A partir de fevereiro, Cacoal passará por grande mudança em 90 dias

O governador Confúcio Moura esteve na tarde desta segunda-feira (22) no gabinete da prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues, para anunciar que no dia primeiro de fevereiro será iniciada uma nova força-tarefa para restaurar as vias do município. Juntamente com os deputados estaduais Maurão de Carvalho e Juracy Barbosa Moreira (Só na Bença), o governador antecipou que as usinas de asfalto de Ji-Paraná, Rolim de Moura e Jaru estarão produzindo para que Cacoal receba os trabalhos de uma grande quantidade de máquinas do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), que trabalharão em conjunto com as máquinas da Secretaria de Obras do Município. A intenção, segundo o anúncio do governador, feito ainda a vereadores e secretários municipais, é modificar a cidade de Cacoal em 90 dias, com um esforço concentrado de profissionais e máquinas.

Confúcio Moura disse saber da importância de Cacoal no contexto da economia de Rondônia, por ser um pólo de Educação, de Saúde e gastronômico e também por ser uma das principais cidades do Estado. A localização na região central e as atrações turísticas e de compras que Cacoal oferece tornam a cidade destino certo de pessoas de todo Estado, disse o governador, justificando o porquê dos investimentos feitos para a recuperação da cidade.

Os trabalhos feitos em 2017, que também tiveram apoio do Governo do Estado, já mudaram a cidade de Cacoal, na opinião da prefeita Glaucione Rodrigues, e mesmo com todas as dificuldades impostas pela crise financeira global, o município conseguiu avançar e patrolar 90% das estradas rurais e atender aldeias indígenas que há décadas não recebiam apoio na recuperação de estradas. A prefeita lembrou que 85% da cidade são atendidos por esgoto sanitário, sendo o maior índice de saneamento para uma cidade do Norte do país, mas que é fundamental dar condições de trafegabilidade à população. Essa nova parceria com o governo, como disse a prefeita, é uma conquista do povo de Cacoal, “para quem a administração precisa trabalhar”, disse Glaucione.

Na opinião do presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Maurão de Carvalho, os problemas de buracos em Cacoal não são apenas da prefeita Glaucione, mas sim de toda a classe política da região. Contribuir para a melhoria do município e mudar essa realidade é uma obrigação de todo político que gosta e quer uma Cacoal melhor, disse Maurão de Carvalho.

Outro deputado da região, Só na Bença, lembrou que desde 2017 vem contribuindo com Cacoal, garantindo equipamentos, como dois caminhões caçamba, um carro para a Secretaria de Agricultura e outras emendas. Para 2018 o deputado diz que estará ainda mais empenhado em conseguir recursos que possam contribuir com a melhoria de Cacoal.

DESENVOLVIMENTO

O governador Confúcio Moura falou ainda da usina de asfalto que será enviada a Cacoal e que vai contribuir muito para que os problemas de trafegabilidade vistos atualmente sejam evitados. Como informou o governador, a usina já foi licitada e foi pensada sob medida para Cacoal.

Após da reunião no gabinete, o governador percorreu algumas ruas de Cacoal juntamente com a prefeita Glaucione e foi até o prédio onde funcionará o Centro de Especialidades Médias, no Jardim Itália.

Prefeita de Cacoal quer força-tarefa pela Educação em 2018

A primeira reunião de 2018 com representantes da Educação e a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues, aconteceu na tarde desta quinta-feira (11). O planejamento das ações para 2018 foi a tônica da reunião, que serviu ainda para que os diretores de escolas se manifestassem sobre formas de melhorar o ensino municipal. Acompanhada da secretária de Educação, Roseli Vieira, e do vice-prefeto, Elcirone Deiró, a prefeita falou do empenho que teve em 2017, um ano de muitas dificuldades financeiras, para que pudesse manter salários e benefícios sempre em dia, diferente de muitos municípios, que já em janeiro de 2018, ainda não quitaram a folha salarial de novembro de 2017.

Reforçando que para 2018 a meta é climatizar 100% das escolas da Rede Municipal de Ensino, a prefeita Glaucione Rodrigues pediu o empenho de todos os diretores para que todos os professores municipais sejam informados do planejamento de ações e, dessa forma, todos os profissionais da Educação em Cacoal participem de uma força-tarefa em prol dos estudantes.

Ainda sobre a climatização, representantes da escola Luiz Lenzy disseram que desde que a escola foi climatizada houve melhorias até mesmo no comportamento dos alunos, que ficam em sala de aula até mesmo no intervalo, por ser um local de clima agradável.

Outras reuniões serão programadas pela prefeita para que o planejamento apresentado nesta quinta-feira possa continuar sendo analisado e sua implementação ser feita de maneira planejada.

Calçadas, meios-fios e sarjetas melhoram acessibilidade em bairros de Cacoal

Mais de cinco quilômetros de meios-fios, sarjetas e calçadas estão sendo construídos no bairro Vilage do Sol pela Prefeitura de Cacoal. Serão mais de R$ 1,2 milhão investidos na obra, que visa ampliar a acessibilidade também nos bairros de Cacoal, como já acontece no centro da cidade. Toda a obra é padronizada, sempre objetivando a acessibilidade e nos locais onde já havia calçada os moradores estão colaborando, permitindo a adequação, já que as calçadas antigas não seguiam padrão.

Nos locais onde calçadas, meios-fios e sarjetas estão sendo feitos os moradores já começam a mudar a frente das casas, fazendo jardins, melhorando ainda mais o aspecto do bairro, que é um dos mais populosos de Cacoal. Um exemplo é o senhor Jacinto de Assis, que há aproximadamente cinco anos se mudou da zona rural para cidade e já teve a frente da sua residência calçada. “A gente acaba colaborando porque ta vendo que o trabalho está sendo feito. Tudo está ficando muito bem feito”, disse o morador ao vice-prefeito Elcirone Deiró.

Máquinas e material estão no bairro e permanecerão no local até a conclusão da obra, que é feita com todas as providências para que não haja desperdício de material e comprometimento da qualidade, em razão das chuvas.

Trabalhos integrados mantêm força de ação da Prefeitura mesmo nas chuvas

O planejamento de trabalho feito pela Prefeitura de Cacoal mantém atividades constantes no município, mesmo no período chuvoso. Dessa forma, as secretarias que tem maior dificuldade de execução de serviços por conta das águas, como a Obras, somam forças às que tem mais ações a serem desenvolvidas nesse período, como a Assistência Social, Defesa Civil e Meio Ambiente.

Isso possibilita que serviços, como a limpeza da cidade, sejam feitos com mais velocidade, a exemplo das vias marginais da BR-364, que estão tendo a grama aparada e a vegetação rebaixada. Este trabalho está ligado ainda com a Secretaria de Trânsito, a Semttran, em razão de dar maior visibilidade aos condutores de veículos.

A Saúde Municipal também tem influência desses trabalhos, já que a limpeza evita a proliferação de vetores de doenças, como os mosquitos, e o surgimento de animais peçonhentos.

Dessa forma a Prefeitura de Cacoal mantém o ritmo de trabalhos, atendendo a população, mesmo com as limitações impostas pelo período de chuvas.

 

NOTA DE FALECIMENTO

Com profundo pesar, a Prefeitura de Cacoal comunica o falecimento de Cleide Gomes, após lutar pela vida por meses durante tratamento de saúde em Porto Velho. Neste momento de dor profunda, toda a administração municipal de Cacoal roga para que os familiares tenham força para superar o sentimento de perda, sempre amparados pela fé no Criador.

Climatização chegará a 100% das escolas de Cacoal

A climatização das escolas em Cacoal já foi feita em cerca de 50% das unidades escolas municipais, atendendo a uma das determinações da prefeita Glaucione Rodrigues, de dar melhores condições de aprendizado aos estudantes. Juntamente com a climatização, mais equipamentos estão sendo enviados às escolas, como refrigeradores e carteiras modernas. Aliados a isso, os recursos do Programa de Valorização das Escolas Municipais (Provemc) levam condições a que os gestores escolares possam executar pequenas reformas e obras emergenciais, garantindo que todas as condições sejam dadas aos estudantes da Rede Municipal de Ensino.

Ainda cumprindo determinação da prefeita de Cacoal, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou a chamada escolar, que tem objetivo de evitar as longas filas na frente das unidades escolares em período de matrícula escolar.

Na opinião de Glaucione Rodrigues, os investimentos na Educação são fundamentais para que Cacoal seja uma cidade melhor no futuro. Para a prefeita, o cuidado com as futuras gerações é uma das atividades que proporciona mais satisfação. “Dar condições de aprendizado aos estudantes é fundamental para que o que é ensinado seja assimilado”, disse Glaucione.

A merenda escolar também recebe atenção por parte da Prefeitura de Cacoal, que mantém cardápio balanceado e com atenção de nutricionista. As merendeiras receberam treinamento, com objetivo de que também tenham maior conhecimento sobre os alimentos oferecidos aos alunos.

Para 2018, a prefeita informa que a meta é climatizar 100% das escolas e investir ainda mais na qualidade do ensino fundamental em Cacoal, que já é referência em qualidade do ensino superior.

Votação no Natal de Luz pode ser feita até a quinta; confira no site

A votação ao Concurso de Vitrines e Fachadas Natal de Luz pode ser feita até a próxima quinta-feira (21) no site www.nataldeluz.cacoal.ro.gov.br. Promovido pela Prefeitura de Cacoal, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial e Industrial (Acic), o concurso tem objetivo de estimular a decoração de Natal no comércio, atrair consumidores de Cacoal e cidades vizinhas, fomentando a economia do município.

As lojas participantes foram divididas em subcategorias, de acordo com a quantidade de funcionários (até 10 funcionários, de 10 a 20 e acima de 20 funcionários). As categorias foram definidas em “Vitrine” e “Fachada”, incluindo avaliação no interior das lojas.

As participantes puderam se inscrever de 21 de novembro a cinco de dezembro, de forma gratuita, com a coordenação da Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict).

1 31 32 33 34 35 47